23:30 26 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    131
    Nos siga no

    Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, e Alberto Fernández, presidente da Argentina, tiveram nesta segunda-feira (30) sua primeira reunião desde que Fernández tomou posse, em 10 de dezembro de 2019.

    A conversa, por videoconferência, aconteceu nesta segunda (30) em ocasião do Dia da Amizade Brasil-Argentina. Na reunião, Bolsonaro e Fernández discutiram assuntos de interesse em comum aos dois países, e trataram especialmente do Mercosul.

    "Realizo esta reunião para dar ao Mercosul o impulso que necessita, e é imprescindível que Brasil e Argentina o façam juntos", disse Fernández.

    Bolsonaro, por sua vez, garantiu que o Mercosul é o "principal pilar de integração" da América do Sul e pediu "mecanismos mais ágeis e menos burocráticos" na união compartilhada por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai.

    Presidente argentino Alberto Fernández em Buenos Aires (foto de arquivo)
    © AP Photo / Natacha Pisarenko
    Presidente argentino Alberto Fernández em Buenos Aires (foto de arquivo)

    Fernández fala em aproximação entre os países

    Durante a conversa, o presidente argentino ressaltou a necessidade de que ele e Bolsonaro deixem de lado "as diferenças do passado". Só assim os países conseguirão "enfrentar o futuro com as ferramentas que funcionam bem" entre as duas nações, segundo Fernández. 

    Nos últimos meses, Fernández e Bolsonaro trocaram farpas diversas vezes – antes mesmo de o presidente argentino ser eleito. Nas eleições, Bolsonaro apoiou Mauricio Macri e, durante a campanha, chamou Fernández e seus apoiadores de "bandidos de esquerda", levando o novo presidente argentino a acusar o brasileiro de ser "misógino" e "racista".

    Em abril deste ano, Fernández criticou a posição de Bolsonaro em relação ao Mercosul. Em setembro, o presidente argentino respondeu ao deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, que havia afirmado que "a Argentina virou uma calamidade" e que "o país foi destruído pelo governo socialista" de Fernández.

    Presidente Bolsonaro encontra o presidente Macri para almoço no Itamaraty em 16 de janeiro 2019
    © AP Photo / Eraldo Peres
    Presidente Bolsonaro encontra o presidente Macri para almoço no Itamaraty em 16 de janeiro 2019

    Mais:

    Políticas de Bolsonaro e pandemia dificultam implementação do acordo do Mercosul com União Europeia
    Fernández quer que Bolívia se torne membro pleno do Mercosul
    Após aglomeração no velório de Maradona, Alberto Fernández anuncia fim da quarentena
    Líderes e ex-líderes mundiais se despedem de Maradona
    Tags:
    diplomacia, Alberto Fernández, Jair Bolsonaro, Mercosul, Argentina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar