23:44 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 41
    Nos siga no

    O ex-presidente das Honduras Manuel Zelaya (2006-2009) foi detido no aeroporto de Toncontín, próximo à capital hondurenha, sob acusação de levar uma bolsa com US$ 18 mil [R$ 96,16 mil].

    Em sua página pessoal no Twitter, o ex-mandatário comunicou o ocorrido, afirmando se sentir injustiçado e que a quantia em dinheiro não lhe pertence.

    ​Comunico que fui injustamente detido no aeroporto de Toncontín quando me apresentava para viajar para o Seminário do PT no México. A causa: uma bolsa de dinheiro com US$ 18 mil, que não me pertence. Agora, estou na presença de fiscais.

    Manuel Zelaya acrescentou que os fiscais lhe exigiram "contar o dinheiro um por um e somá-lo mesmo não sendo eu o proprietário, e não quiseram contar, alegando que a mala era minha e que deveria ser eu a fazê-lo".

    Os meios locais indicam que a quantidade que se permite levar do país sem declarar são US$ 10 mil [R$ 53,42 mil], fato que o político assegura saber.

    Após a detenção, segundo meios locais, vários cidadãos que seguem o político queimaram pneus próximos ao aeroporto, onde o ex-presidente permanece detido.

    Mais:

    26 mortos e 6 desaparecidos após enchentes em Honduras
    Cuba envia brigada médica a Honduras
    Presidente do Peru será investigado por corrupção
    Tags:
    detenção, dólares, fuga, presidente, Honduras
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar