23:10 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    272
    Nos siga no

    Ministério da Defesa da Colômbia disse nesta segunda-feira (23) que o país cumprirá sua meta para 2020 de erradicar a coca, o principal ingrediente da cocaína. Governo estima aumentar as remoções em 30%.

    O governo do presidente Ivan Duque decidiu erradicar 130 mil hectares de coca este ano. Até agora, o país destruiu cerca de 112 mil hectares em 2020, escreve a Reuters.

    A Colômbia deve acelerar a destruição da coca para conter a violência relacionada às drogas, disse o ministro da Defesa Carlos Holmes Trujillo, acrescentando que a pulverização aérea das plantações com o herbicida glifosato pode ser útil.

    Avançamos no combate ao narcotráfico com a erradicação manual de 111.131 hectares de plantações ilícitas e a apreensão de mais de 456 toneladas de cloridrato de cocaína. O narcotráfico é o pior inimigo dos colombianos e vamos combatê-lo.

    "O inimigo da Colômbia é o narcotráfico", disse Trujillo a jornalistas em uma entrevista coletiva.

    "A violência dos traficantes de drogas, que cometem massacres e assassinam líderes sociais, exige que aceleremos nosso progresso na destruição de plantações ilícitas", concluiu.

    Duque disse que não é fã do uso do glifosato, mas apoia a reintrodução de seu uso na pulverização aérea, quando necessário.

    A pulverização com o herbicida foi suspensa em 2015, depois que a Organização Mundial da Saúde disse que o inseticida poderia causar câncer.

    Mais de 4.800 estruturas usadas por traficantes de drogas foram destruídas este ano, acrescentou o ministério. Cerca de 456 toneladas de cloridrato de cocaína e 480 toneladas de maconha também foram apreendidas.

    Cocaína com rosto de Escobar no Rio.
    Divulgação PF
    Cocaína com rosto de Escobar no Rio.

    Mais:

    Vice-presidente da Colômbia reconhece que seu irmão era traficante de drogas
    Cidadão venezuelano acusado de espionagem é expulso da Colômbia
    Maduro afirma que Colômbia treina 'mais de mil' mercenários para sabotar eleições na Venezuela
    Tags:
    guerra às drogas, cocaína, drogas, Defesa, Colômbia, Congresso colombiano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar