20:53 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1125
    Nos siga no

    A campanha de Trump pediu nesta quarta-feira (18) a recontagem de votos nos condados de Milwaukee e Dane, em Wisconsin, estado com dez votos eleitorais.

    Conforme informa a AP, o pedido de recontagem custou três milhões de dólares – o equivalente a quase 16 milhões de reais.

    De acordo com a campanha do candidato republicano, foram nestes condados que aconteceram as "piores irregularidades". Sem apresentar provas, a campanha de Trump citou supostos casos de cédulas alteradas ilegalmente ou emitidas por ausentes durante a votação no estado como o motivo para a recontagem. Além disso, também acusou funcionários do governo estadual de dar conselhos "ilegais" aos eleitores.

    "A Comissão Eleitoral de Wisconsin recebeu uma transferência eletrônica da campanha de Trump no valor de US$ 3 milhões [cerca de R$ 16 milhões]. A petição não foi recebida ainda, mas a campanha de Trump nos disse que vai apresentá-la hoje [18]", informou a comissão de Wisconsin.

    Nos dois condados escolhidos por Trump para a recontagem, Biden soma 577.455 votos, contra 213.157 de Trump. Biden venceu no estado do Wisconsin por uma margem de 20.608 votos.

    A cidade de Milwaukee (que fica no condado de mesmo nome) é a maior do estado e tem 27% de sua população formada por negros. Dane, por outro lado, abriga a cidade de Madison, que é tradicionalmente liberal.

    "O povo de Wisconsin merece saber se seus processos eleitorais funcionaram de maneira legal e transparente. Lamentavelmente, a integridade dos resultados eleitorais não são confiáveis sem uma recontagem nesses dois condados", disse Jim Troupis, advogado de Wisconsin que faz parte da equipe de campanha Trump.
    Contagem de votos na Pensilvânia
    © REUTERS / Rachel Wisniewski
    Contagem de votos na Pensilvânia

    O estado de Wisconsin permite que qualquer candidato peça a recontagem de votos quando a diferença entre os candidatos mais votados é menor que 1% – este é o caso das eleições presidenciais deste ano.

    Apesar de a contagem dos votos do pleito norte-americano ainda não ter terminado oficialmente, as projeções indicam que Biden soma 290 delegados, contra 232 de Trump – números que asseguram vitória ao candidato democrata. Enquanto Biden nomeia sua equipe de governo, Trump não aceita a derrota e alega repetidas vezes que a eleição foi "fraudada".

    Mais:

    Hamilton Mourão diz que 'como indivíduo' reconhece vitória de Joe Biden
    Em gesto histórico, Biden nomeia veterana transexual para equipe de transição
    Últimas projeções dão 306 votos para Biden no colégio eleitoral e 232 para Trump
    Cientista apontado por Biden diz que os EUA inteiros são 'zona crítica' da COVID-19
    Novo rumo nos EUA: dólar pode perder terreno se Biden ganhar
    Tags:
    Wisconsin, Estados Unidos, eleições, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar