12:22 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    4123
    Nos siga no

    Após a descoberta de cédulas não contabilizadas em Floyd, outro condado da Geórgia encontrou votos não computados durante o processo de recontagem no estado.

    Na última segunda-feira (16), a mídia norte-americana noticiou a descoberta de 2.600 cédulas eleitorais não contadas no condado de Floyd, zona rural da Geórgia, estado no qual o democrata Joe Biden derrotou o republicano Donald Trump, atual presidente dos Estados Unidos, por pouco mais de 14 mil votos no pleito realizado no início deste mês. 

    ​Nesta terça-feira (17), novos votos não contabilizados foram descobertos no condado de Fayette, ao sul de Atlanta, durante auditoria. E, mais uma vez, o erro verificado no caso anterior teria se repetido, a não transferência de arquivos salvos em um cartão de memória. 

    Novamente, de acordo com informações de autoridades eleitorais locais citadas pela Associated Press, os números revelados não alteram o resultado da eleição no estado, pois indicam 1.577 votos para Trump, 1.128 para Biden, 43 para a libertária Jo Jorgensen e sete para candidatos não nomeados. 

    Ambos os condados terão que certificar novamente seus resultados, e a expectativa é a de que a margem entre Trump e Biden caia para cerca de 13 mil votos quando os votos anteriormente não contados forem contabilizados.

    Mais:

    Trump afirma que não aceita a derrota nas eleições, porque foram falsificadas
    'Eu venci': Trump afirma que resultados de 'eleições por correspondência' não podem ser mantidos
    Advogada de Trump afirma que diretora da CIA deveria deixar seu cargo devido a 'falhas' em eleições
    Obama diz que Trump deveria 'pensar além do próprio ego' e deixa conselho ao republicano
    Tags:
    recontagem, disputa, pleito, eleição, votos, Geórgia, Joe Biden, Donald Trump, EUA, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar