08:29 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    216
    Nos siga no

    Um relatório anual do FBI divulgado nesta segunda-feira (16) registrou um recorde no número de crimes de ódio nos Estados Unidos. Os dados são referentes ao ano de 2019.

    Segundo o relatório publicado pelo FBI, um total de 8.559 crimes de ódio foram registrados nos EUA em 2019, o maior número em dez anos.

    "As agências de aplicação da lei enviaram relatórios de incidentes envolvendo 7.314 incidentes criminais e 8.559 crimes relacionados como sendo motivados por preconceito em relação à raça, etnia, ancestralidade, religião, orientação sexual, deficiência, gênero e identidade de gênero", disse o FBI em seu relatório.

    Conforme disse a agência, este é o maior número de crimes de ódio desde 2008, quando 7.783 desses casos foram relatados. Em 2017, 7.175 incidentes de crimes de ódio foram relatados e outros 7.120 foram registrados em 2018.

    James Fields (segundo, da esq. para direita) foi visto em ato de supremacistas brancos horas antes do atropelamento em Charlottesville (EUA)
    © AP Photo / Alan Goffinski
    James Fields (segundo, da esq. para direita) foi visto em ato de supremacistas brancos horas antes do atropelamento em Charlottesville (EUA)

    No ano passado, 5.512 incidentes de ódio foram classificados como crimes contra pessoas, 2.811 como crimes contra a propriedade e 236 como crimes contra a sociedade, disse o FBI.

    Em 4,4% dos casos, os crimes de ódio ocorreram em igrejas, sinagogas, mesquitas e outros locais de culto. Dos 6.406 infratores conhecidos, 52,5% eram brancos e 23,9% eram afro-americanos.

    Mais:

    EUA enviam mais de 200 agentes federais para Kenosha, após protestos antirracistas
    Protestos nos EUA: polícia cerca Casa Branca para impedir acesso de manifestantes
    Assessor de Segurança Nacional de Trump nega racismo sistêmico nas polícias dos EUA
    Tags:
    crimes de ódio, FBI, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar