18:11 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    41023
    Nos siga no

    Milhares de apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, saíram às ruas de Washington neste sábado (14) em protesto demandando a reeleição do republicano, que ainda não aceitou a derrota contra o rival democrata, Joe Biden.

    Uma semana depois de a mídia norte-americana declarar Biden o presidente eleito, milhares de manifestantes, incluindo supostos ativistas de extrema-direita de milícias nacionalistas, se reuniram perto do hotel Trump, no centro de Washington, com planos de marchar até a Suprema Corte norte-americana.

    Em Washington, manifestantes apoiadores saúdam a comitiva do presidente dos EUA, Donald Trump, durante manifestação pela reeleição do republicano, em 14 de novembro de 2020
    © AP Photo / Evan Vucci
    Em Washington, manifestantes apoiadores saúdam a comitiva do presidente dos EUA, Donald Trump, durante manifestação pela reeleição do republicano, em 14 de novembro de 2020

    A polícia fechou grande parte do centro da cidade para acomodar a manifestação e reforçou sua presença com medo de possíveis confrontos entre apoiadores de Trump e manifestantes contrários ao presidente - que também são esperados nas ruas da capital neste sábado (14).

    Em Washington, manifestantes apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, realizam manifestação pela reeleição do republicano, em 14 de novembro de 2020
    © AP Photo / Evan Vucci
    Em Washington, manifestantes apoiadores do presidente dos EUA, Donald Trump, realizam manifestação pela reeleição do republicano, em 14 de novembro de 2020

    Trump, que tem se recusado a permitir o início de uma transição de governo no país, considerou a manifestação "emocionante", segundo a Casa Branca. O presidente norte-americano deixou a residência oficial durante a manhã para passar por seus apoiadores que se amontoavam na avenida Pensilvânia.

    A limusine do presidente, segundo a Casa Branca, foi saudada com aplausos, gritos, acenos e assobios de pessoas segurando cartazes que diziam "melhor presidente de todos", "todos a bordo do trem Trump", "pare o roubo" e "Trump 2020: pró-vida, pró-Deus, pró-armas".

    Segundo publicou a CNN, assim como vários dos principais meios de comunicação norte-americanos, Biden venceu a eleição presidencial com 306 delegados contra 232 de Trump no colégio eleitoral. O republicano acusa os resultados de serem fraudulentos e abriu uma série de ações judiciais contestando a contagem. Apesar disso, dezenas de líderes nacionais mundo afora já parabenizaram Biden pela vitória e o tratam como presidente eleito.

    Mais:

    EUA registram 136 mil casos de COVID-19 e batem recorde de infecções diárias
    COVID-19: 9% dos pacientes com alta retornaram a centros médicos nos EUA, revela estudo
    Cientista apontado por Biden diz que os EUA inteiros são 'zona crítica' da COVID-19
    Tags:
    Washington, EUA, Joe Biden, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar