01:09 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 60
    Nos siga no

    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta segunda-feira (9) em coletiva de imprensa que não tem nenhuma diferença com o "possível" presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden.

    "Não temos nenhuma diferença com o candidato do Partido Democrata, o senhor Biden, nenhum problema com ele, até o conheci há oito ou dez anos; não temos nada contra o possível presidente eleito" dos EUA, disse o chefe de Estado mexicano.

    Obrador reiterou que só vai reconhecer o vencedor da eleição presidencial dos EUA quando as disputas legais pendentes estiverem resolvidas, mas disse que não tem problemas com Biden, que já recebeu de muitos líderes mundiais os parabéns pela vitória.
    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, no centro da foto, durante festividade do Dia do Exército.
    © Sputnik / Daniel Becerril
    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, no centro da foto, durante festividade do Dia do Exército.

    O presidente mexicano declarou que é obrigado pela constituição a dar os parabéns ao vencedor somente quando as disputas legais estiverem decididas. "Como pode um presidente do México se tornar juiz e dizer: 'Este candidato venceu'?" declarou Obrador na entrevista coletiva.

    Ele avaliou que se seu governo "tomar uma posição sobre a eleição de outro país prematuramente" estaria convidando outros países a se intrometer na política eleitoral mexicana.

    Obrador se referiu a Biden como o "possível presidente eleito", antes de enfatizar que o México não tomou partido no pleito norte-americano.

    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador (à esquerda) e o presidente dos Estados Unidos (Donald Trump), assinam declaração conjunta na Casa Branca, em 8 de julho de 2020.
    © AP Photo / Evan Vucci
    O presidente do México, Andrés Manuel López Obrador (à esquerda) e o presidente dos Estados Unidos (Donald Trump), assinam declaração conjunta na Casa Branca, em 8 de julho de 2020.

    Por fim, em sua longa resposta sobre o assunto, o chefe de Governo mexicano lembrou que as autoridades de seu país "têm uma relação muito boa com o governo do presidente Donald Trump, porque tem havido uma relação de respeito, de não intervenção".

    Mais:

    China se abstém de comentar sobre possível vitória de Biden nas eleições americanas
    Com Biden, presidente de Cuba acredita em possíveis laços construtivos com os EUA
    Trump e López Obrador assinam declaração para cooperação comercial e de segurança
    México prende líder de cartel que ameaçou presidente López Obrador
    Tags:
    presidente, entrevista, relações bilaterais, governo, eleição
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar