22:41 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3140
    Nos siga no

    Pronunciamento foi feito neste domingo (8) para Rede Telesur. Presidente também falou de sua expectativa para América Latina com a chegada de Joe Biden.

    O presidente da Venezuela Nicolás Maduro expressou neste domingo (8) que aspira alcançar um relacionamento de respeito com o governo de Joe Biden por meio do diálogo.

    Ele também afirmou que Donald Trump deixa um campo minado entre Washington e Caracas, que pode ser esquecido apenas se Biden honrar seu compromisso com o eleitores que votaram com esperança de que ele liderará uma grande mudança.

    "Donald Trump deixa um campo minado entre o governo dos Estados Unidos e da Venezuela", disse Maduro em um ato governamental televisionado. "Mas a Venezuela aqui está sempre pronta para o diálogo, a cooperação, o entendimento", concluiu.

    Maduro disse repetidamente que era indiferente quem ganhou as eleições nos Estados Unidos, visto que democratas e republicanos agem da mesma forma contra a Venezuela e qualquer outro país independente da política externa dos Estados Unidos.

    Porém, de acordo com o presidente da Venezuela, os democratas tem um compromisso a honrar.

    "O Partido Democrata não ganhou, Donald Trump perdeu; e Joe Biden recebeu o voto de esperança de uma imensa maioria de americanos que querem mudanças nos Estados Unidos e mudanças no mundo, e acaba o intervencionismo nos países da América Latina e acaba a hegemonia dos Estados Unidos, tentando ser o governo do mundo", afirmou.

    Mais:

    Por que a eleição de 2020 tem ecos de algumas das eleições mais conhecidas da história dos EUA
    OEA pede que todos os 'votos válidos' sejam contados em eleição nos EUA
    Biden reúne delegados suficientes e abre caminho para vencer eleição, diz AP
    Luis Arce diz que espera melhora nas relações com os EUA após eleição de Biden
    Tags:
    Joe Biden, Donald Trump, eua, nicolás maduro, Veneza
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar