04:47 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    342
    Nos siga no

    A Organização dos Estados Americanos (OEA) publicou um relatório preliminar nesta sexta-feira (6) sobre a eleição presidencial dos Estados Unidos e pediu que todos os "votos considerados válidos sejam contados".

    No documento, a OEA elogiou os "esforços extraordinários" das autoridades norte-americanas de "expandir as opções de votação".

    "A Missão sublinha que na medida em que o processo avança, todos os votos válidos destas eleições devem ser contabilizados, uma vez recebidos no âmbito das normas e regulamentos em vigor nos respetivos estados", escreveu.

    O presidente Donald Trump, que tenta a reeleição, acusa, ainda sem apresentar provas, o sistema eleitoral de fraude na apuração dos votos.

    A OEA destacou que os candidatos devem ter direito de questionar a votação "dentro dos parâmetros legais".

    "A Missão reitera, ainda, que a todos os candidatos deve ser garantido o direito de reclamação e recurso, desde que efetuados dentro dos marcos legais aplicáveis", escreveu a organização.

    A missão da OEA é composta por 28 especialistas e observadores de 13 países e chegou nos EUA no dia 3 de janeiro e permanecerá no país até janeiro de 2021.

    O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Luís Roberto Barroso, é um dos convidados da organização e está acompanhando a eleição nos EUA.

    Mais:

    Correios dos EUA: mandou, não chegou
    Tecnologia militar revolucionária ATLAS dos EUA representa ameaça para tanques russos?
    Alemanha pede que Rússia e EUA continuem discutindo Novo START após eleições americanas
    Steve Bannon tem conta banida do Twitter por sugerir decapitações de autoridades
    Tags:
    Joe Biden, Donald Trump, democracia, observadores, observação, Organização dos Estados Americanos (OEA), eleições nos EUA, Eleições nos EUA, eleições, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar