07:42 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    4179
    Nos siga no

    A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE) disse nesta quarta-feira (4) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que busca a reeleição, tem usado sua posição repetidamente para obter vantagens políticas.

    Michael Georg Link, co-coordenador da missão, disse que a apuração dos votos das eleições dos Estados Unidos ainda está em andamento e que o trabalho da OSCE permanecerá.

    "Uma vez que a contagem de voto ainda está em andamento enquanto nós falamos aqui, nossa observação não vai se encerrar com esse pronunciamento, nossa equipe e especialistas vão permanecer no país para acompanhar o resto do processo nos próximos dias", disse.

    Ele acrescentou que as eleições nos Estados Unidos foram bem administradas, mas ressaltou que a retórica da campanha alimentou tensões no país norte-americano.

    Michael Georg Link expressou preocupação com as tentativas de restringir a contagem de votos das eleições norte-americanas.

    "Alegações infundadas de deficiências sistemáticas, notadamente do presidente em exercício, inclusive na noite das eleições, prejudicam a confiança do público nas instituições democráticas", alertou.

    O observatório escreveu um comunicado em que diz que o presidente Donald Trump não apresentou justificativas de que o sistema de votos estava fraudado.

    "O presidente Trump criou a impressão de se recusar a se comprometer com uma transferência pacífica de poder, alegando que o processo eleitoral foi sistematicamente fraudado, especialmente em relação ao voto por correspondência, sem apresentar nenhuma evidência substancial de prevaricação sistemática e contradizer funcionários eleitorais", afirmou.

    A OSCE teme que episódios de violência com motivação política sejam vistos nos Estados Unidos após as eleições.

    "Essas declarações de um presidente em exercício enfraquecem a confiança do público nas instituições do Estado e foram percebidas por muitos como um aumento do potencial de violência com motivação política após as eleições", declarou.

    A missão internacional de observação eleitoral para as eleições gerais nos Estados Unidos totalizou 102 observadores de 39 países.

    Confira a apuração dos votos nas eleições presidenciais norte-americanas em tempo real:

    Mais:

    Por que a eleição de 2020 tem ecos de algumas das eleições mais conhecidas da história dos EUA
    'Trump explorou as fake news para influenciar eleitorado latino', afirma especialista
    Mudança demográfica pode explicar resultado apertado no Texas, avalia especialista
    Eleições nos EUA: pesquisa mostra Biden à frente de Trump por 5 pontos em 12 estados
    Eleições nos EUA: tanto Trump quanto Biden falam no Twitter sobre vitória
    Tags:
    interferência, fraude eleitoral, Missão Especial de Monitoramento da OSCE, Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), eleições nos EUA, Donald Trump, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar