08:59 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)
    280
    Nos siga no

    Kirill Dmitriev, diretor-geral do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo), apresentou o Avifavir para o mercado da América Latina em julho. Desde então, diversos acordos sobre sua produção e distribuição foram fechados.

    Em conversa com a Sputnik nesta quarta-feira (21), o diretor-executivo da empresa farmacêutica boliviana Sigma Corp, Sergio Pol, afirmou que planeja produzir até 300 mil comprimidos por dia do medicamento Avifavir, desenvolvido na Rússia para o tratamento de pacientes com COVID-19.

    "A capacidade de produção deve ficar no nível de 300 mil comprimidos por dia em uma operação de um turno. Se trabalharmos mais, podemos chegar ao nível de 700 mil por dia", disse Pol à Sputnik, acrescentando que a produção está prevista para começar em janeiro.

    A Bolívia está entre os 18 países que atualmente importam Avifavir da Rússia.

    Avifavir, medicamento antiviral de produção russa para tratamento da COVID-19, produzido pelo grupo de empresas KhimRar
    © Sputnik / Fundo de Investimento Direto da Rússia (RFPI, na sigla em russo)
    Avifavir, medicamento antiviral de produção russa para tratamento da COVID-19

    Segundo o executivo, a Sigma Corp pretende também exportar o Avifavir para países vizinhos da Bolívia, após atender a demanda interna. As negociações de exportação envolvem, até o momento, Argentina, Paraguai, Uruguai, Honduras, El Salvador, Panamá e República Dominicana.

    "No momento, com o número de infecções no país, não temos problemas para abastecer não só o boliviano, mas também outros mercados", disse Pol.

    A Bolívia conta atualmente com mais de 140 mil casos de COVID-19. São cerca de 35 mil casos ativos e 8.526 mortes pela doença. As autoridades de saúde registraram menos de 200 novos casos por dia na semana passada.

    Tema:
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)

    Mais:

    Termina votação na Bolívia, mas resultados oficiais levarão ao menos 2 dias
    Rival do socialista Luis Arce reconhece derrota nas eleições da Bolívia
    Bolívia deu uma lição aos EUA, diz presidente da Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela
    Tags:
    Rússia, COVID-19, América Latina, medicamento, Kirill Dmitriev, Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI), Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar