05:56 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)
    0 01
    Nos siga no

    Começa ainda esta semana nos Estados Unidos a vacinação experimental em adolescentes de 16 e 17 anos. A seguir, será a vez dos que têm 12. A iniciativa é da empresa farmacêutica Pfizer que recebeu aprovação da agência americana de alimentos e medicamentos, a FDA.

    Essa será a primeira vacina contra COVID-19 a envolver adolescentes no país. E os pais deles se interessaram em inscrever seus filhos, disse à CNN o Dr Robert Frenck, diretor do Centro de Pesquisas de Vacinas do Hospital Infantil de Cincinnati, nos Estados Unidos.

    "Nós realmente acreditamos que a vacina para crianças e adolescentes será fundamental para controlar a doença", comentou o médico em entrevista por telefone. "É importante lembrar que embora a taxa de contaminação nesta faixa etária seja menor do que a adultos, ainda assim ela não é zero".

    500 mil americanos jovens foram diagnosticados com a COVID-19. E há sequelas. Eles podem infectar grupos mais vulneráveis à doença, como pais e avós, além de trabalhadores da área da saúde. E podem desenvolver um efeito colateral raro, mas até mesmo fatal: a síndrome inflamatória multissistêmica.

    O médico acredita que a taxa de contaminação em crianças e adolescentes seja maior do que o divulgado oficialmente.

    "Acho que há uma subnotificação nelas porque, aos olhos dos pais, ás vezes elas não aparentam estar doentes o suficiente para uma ida ao médico", disse o Dr Frenck se referindo, por exemplo, a uma coriza ou a um resfriado. "E na maioria dos casos, um resfriado é causado pelo coronavírus.

    Os Estados Unidos têm oficialmente, segundos dados de ontem (13) da Organização Mundial de Saúde (OMS), 7.728.000 infectados e 213.000 mortes.

    No Brasil, são 5.113.628 casos e 150.998 vítimas fatais, também de acordo com OMS

    Tema:
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)

    Mais:

    Vacina contra COVID-19 pode estar pronta até o fim do ano, diz OMS
    Brasil não terá vacinação em massa contra COVID-19 em 2021, diz vice-diretora da OMS
    EUA podem autorizar vacina contra COVID-19 antes do fim dos testes, diz FDA
    COVID-19: Pfizer propõe novos desafios ampliando voluntários de vacina no Brasil, avalia sanitarista
    Trump diz que estados receberão US$ 200 milhões para preparar vacinação contra a COVID-19
    Estados Unidos registram 5,2 milhões de casos de COVID-19
    Tags:
    vacinação, novo coronavírus, OMS, Food and Drugs Administration (FDA), Pfizer, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar