05:21 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    5140
    Nos siga no

    Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, disse neste sábado (10) que o Exército da Colômbia está treinando "mais de mil" mercenários para serem enviados em missões de sabotagem e terrorismo na Venezuela.

    Trata-se de "mercenários, terroristas que pretendem infiltrar-se na Venezuela e sabotar o clima político e eleitoral que deve nos conduzir às eleições da Assembleia Nacional de 6 de dezembro próximo", ressaltou.

    "A esta hora que estou falando, na Colômbia estão sendo preparados mais de mil mercenários sob o treinamento do Exército Nacional da Colômbia e sob as estruturas de inteligência da Colômbia, sob conhecimento, proteção e apoio do presidente Iván Duque", afirmou Maduro.

    O líder venezuelano denunciou a existência de uma "guerra de caráter não convencional, uma guerra econômica, financeira, política, midiática, mas também uma guerra armada", liderada pelos EUA e Colômbia contra a Venezuela.

    Em meados de setembro, Nicolás Maduro anunciou a captura de um norte-americano, suspeito de espionagem, com armas de grande calibre perto de duas refinarias de petróleo no estado de Falcón, norte do país, e denunciou um plano para provocar uma explosão.

    Mais:

    Consulado 'paralelo' da Venezuela no Brasil gera crise e analista aponta 'encruzilhada' jurídica
    Venezuela recebe novo carregamento de gasolina procedente do Irã, diz mídia
    Justiça britânica anula decisão que concede a Guaidó acesso ao ouro venezuelano
    Tags:
    sabotagem, Estados Unidos, Venezuela, mercenários, Colômbia, Nicolás Maduro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar