06:01 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    7121
    Nos siga no

    A aliança, que foi a principal força das campanhas no Iraque e Afeganistão, tem sido frequentemente criticada por Trump durante sua presidência.

    Os Estados Unidos poderiam deixar a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) se Donald Trump for reeleito, afirmou o antigo conselheiro de segurança nacional, John Bolton, à radio Times.

    A autoridade disse que a "proteção política" foi a única coisa que impediu Washington de abandonar a aliança no mandato atual de Trump.

    "Não é que tenhamos o convencido que a OTAN de fato é uma ótima aliança, mas ele simplesmente viu que não podia cruzar um limite e realmente anunciar a retirada [...] Uma vez que ele seja reeleito, essa proteção política, se não desaparecer completamente, vai diminuir substancialmente", expressou Bolton.

    O ex-conselheiro, conhecido pela sua linha dura em questões de política externa, comentou que, com uma eventual reeleição, o mandatário não terá que se preocupar muito "com a reação política e, portanto, seus instintos ou suas inclinações terão rédea solta".

    Assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton (foto de arquivo)
    © AP Photo / Cliff Owen
    Assessor de Segurança Nacional dos EUA, John Bolton (foto de arquivo)

    Bolton é de opinião que Trump pode implementar uma política mais isolacionista em seu segundo mandato.

    O presidente norte-americano tem sido um grande crítico da aliança militar, chegando ao ponto de questionar seu propósito, principalmente devido à maioria dos membros não contribuir suficientemente, segundo ele, para o orçamento da OTAN, no montante definido de pelo menos 2% do Produto Interno Bruto (PIB).

    Durante a cúpula da OTAN de 2018, Trump ameaçou retirar o país norte-americano da organização se os outros membros não passarem a depender menos dos EUA para a defesa do continente europeu.

    Mais:

    'Apoiei 100%': Bolton diz que poderá revelar mais no futuro sobre morte de Qassem Soleimani
    Livro de Bolton mostra 'insignificância extraordinária' do Brasil para o governo Trump, diz analista
    Eleições nos EUA: Trump e Biden debatem pela 1ª vez com muitas interrupções e ataques
    Tags:
    John Bolton, Donald Trump, Defesa, OTAN, EUA, eleições
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar