08:11 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1816
    Nos siga no

    Recentemente, a empresa criadora do TikTok, a ByteDance, declarou que ficaria com uma participação de 80% na recém-criada empresa norte-americana TikTok Global.

    O presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou que a Oracle e o Walmart devem ter controle total sobre o TikTok, ressaltando que o acordo não seria aprovado de outra maneira.

    "Eles terão controle total sobre isso [...]. Se soubermos que eles não têm controle total, então não aprovaremos o acordo", afirmou Trump em entrevista ao canal Fox News.

    A Casa Branca acusou o aplicativo chinês de fornecer a Pequim informações pessoais de cidadãos norte-americanos, estabelecendo um prazo até 12 de novembro para que a ByteDance encontre um parceiro norte-americano ou o TikTok será proibido no país. Por sua vez, tanto a China quanto o aplicativo negaram as acusações.

    Logotipo do TikTok
    © AP Photo / Anjum Naveed
    Logotipo do TikTok

    Após as negociações, o TikTok confirmou que chegou a um acordo com a Oracle e o Walmart no sábado (19), afirmando que ambas as empresas teriam parte no financiamento da pré-oferta pública inicial da TikTok Global.

    O acordo foi aprovado pelo presidente e, após anúncio do acordo, o Departamento de Comércio dos EUA adiou a proibição do TikTok até o dia 27 de setembro.

    Mais:

    ByteDance rejeita proposta da Microsoft de compra das operações americanas do TikTok
    TikTok escolhe licitante para venda de seu negócio nos EUA, diz mídia
    Negociações sobre venda do TikTok estão 'em andamento', diz Casa Branca
    Tags:
    acordo, acordos, China, TikTok, Donald Trump, eua
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar