08:23 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1121
    Nos siga no

    O relatório da Missão Internacional Independente da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre as supostas violações dos direitos humanos na Venezuela é politizado e cheio de mentiras, disse o chanceler do país, Jorge Arreaza.

    Nesta quarta-feira (16), o relatório da missão afirmou que o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro foi responsável por múltiplas violações dos direitos humanos que configuram crimes contra a humanidade.

    O chanceler venezuelano rechaçou as acusações em publicação nas redes sociais, afirmando que o relatório ilustra a prática de explorar a retórica dos direitos humanos para fins políticos, em vez de defender os direitos humanos.

    Um informe cheio de mentiras, elaborado à distância, sem rigor metodológico algum, por uma missão fantasma dirigida contra a Venezuela e controlada por governos subordinados a Washington, ilustra a prática perversa de fazer política com os Direitos Humanos e não uma política de Direitos Humanos.

    Arreaza lembrou que Caracas se recusou a reconhecer a missão do Alto Comissariado para os Direitos Humanos da ONU à Venezuela desde o momento de sua criação, em dezembro de 2019.

    © AP Photo / Salvatore Di Nolfi
    Visão geral durante abertura de sessão comemorativa do Conselho de Direitos Humanos da ONU comemorando o 60º aniversário de adoção da Declaração Universal dos Direitos Humanos, em Genebra, Suiça, em 12 de dezembro de 2008.

    A Venezuela vive uma crise política desde o início do ano passado, quando a principal figura da oposição, Juan Guaidó, então líder da Assembleia Nacional, se autoproclamou presidente interino da Venezuela em uma tentativa de destituir o presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

    O Brasil, junto com os Estados Unidos e outros países, reconheceu Guaidó como o líder legítimo da Venezuela e acusou Maduro de permanecer no poder de forma ilegal. Maduro, por sua vez, acusa os EUA e Guaidó de tentarem derrubar seu governo para ter acesso aos recursos naturais do país. A Venezuela tem uma das maiores reservas de petróleo do mundo.

    Mais:

    ONU diz que forças de segurança de Maduro cometeram crimes contra a humanidade
    Pompeo visitará Colômbia e Brasil para discussões sobre a Venezuela
    Espionagem: EUA afirmam que não enviaram para Venezuela cidadão americano preso por terrorismo
    Tags:
    Jorge Arreaza, ONU, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar