01:22 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de setembro (32)
    3174
    Nos siga no

    Pela primeira vez em seus 175 anos de história, a revista Scientific American divulgou editorial de apoio a um candidato nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. 

    Com fortes críticas ao presidente norte-americano, Donald Trump, acusado de ser um negacionista, a publicação endossa a candidatura do democrata Joe Biden. 

    "A Scientific American nunca endossou um candidato presidencial em seus 175 anos de história. Neste ano somos obrigados a fazê-lo. Não fazemos isso levianamente", dizem os editores da renomada publicação científica. 

    Em artigo publicado nesta terça-feira (15), a revista diz que prefere a vitória de Biden, pois Trump "rejeita" a ciência, o que acaba prejudicando o país. 

    "As evidências e a ciência mostram que Donald Trump prejudicou gravemente o seu povo, porque ele rejeita as evidências e a ciência", acrescentou a revista. 

    'Resposta desonesta à pandemia'

    O maior exemplo disso, afirmam os editores, é a pandemia do novo coronavírus. Os Estados Unidos são o país mais atingido pela COVID-19, com maior número de casos e mortes em todo o mundo. 

    "O exemplo mais devastador é sua resposta desonesta e inepta à pandemia da COVID-19, que custou mais de 190.000 vidas americanas até meados de setembro", diz a revista. 

    Mas a publicação cita outras áreas nas quais postura negacionista de Trump também causaria problemas para o país. 

    "Ele também atacou proteções ambientais, cuidados médicos e pesquisadores e agências de ciência pública que ajudam esse país a se preparar para seus maiores desafios", afirma a publicação. 

    'Pedimos que vote em Joe Biden'

    A revista se refere ainda a uma "negação contínua da realidade" em relação à mudança climática. 

    "É por isso que pedimos que você vote em Joe Biden, que está oferecendo planos baseados na realidade para proteger nossa saúde, economia e meio ambiente", sentenciam os editores da publicação. 

    Fundada em 1845, a Scientific American é a revista mais antiga dos EUA ainda em circulação. Atualmente, a publicação atinge cerca de 10.000.000 de pessoas globalmente por meio de suas várias plataformas. 

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de setembro (32)

    Mais:

    Trump diz que 'não teria problema nenhum' em vender armas a países do golfo Pérsico
    Trump: outros 5 países do Oriente Médio podem assinar acordo com Israel
    Atuação de governadores durante pandemia tem mais aprovação do que Trump, indica pesquisa
    Tags:
    ciência, Casa Branca, Joe Biden, Donald Trump, eleições, EUA, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar