14:22 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    157
    Nos siga no

    Com oposição da Argentina e apoio do Brasil, o candidato estadunidense Mauricio Claver-Carone foi eleito neste sábado (12) novo presidente do Banco Interamericano para o Desenvolvimento (BID). 

    Atualmente, Claver-Carone é assessor de segurança nacional para a América Latina do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

    É a primeira vez que o líder da instituição criada após a Segunda Guerra não será um latino-americano. O mandato para chefiar o banco, que promove projetos de desenvolvimento, é de cinco anos. O novo presidente substituirá o colombiano Luis Alberto Moreno a partir de 1º de outubro. 

    Claver-Carone foi eleito apesar da oposição de vários países, entre eles Argentina e México. A União Europeia e alguns organismos de desenvolvimento também expressaram insatisfação com um nome dos EUA para chefiar a entidade.

    Por outro lado, o apoio dos Estados Unidos (que tem 30% dos votos), Brasil (11,3%), Colômbia (3,1%) e outras nações latino-americanas, como Equador, Bolívia e Paraguai, garantiram maioria para o candidato norte-americano. 

    'Apaixonado defensor'

    Em sua apresentação para o painel de governadores do banco, Claver-Carone disse que seria um "apaixonado defensor" da instituição financeira, de acordo com a agência Reuters.

    "Meu compromisso segue sendo o mesmo: trabalhar com os países membros do BID para delinear uma estratégia para fortalecer o banco, responder às necessidades da região e criar oportunidades para a prosperidade compartida e o crescimento econômico", acrescentou. 

    O secretário de Estado dos Estados Unidos, Mike Pompeo, parabenizou o escolhido. 

    "Em seu papel no Conselho de Segurança Nacional, o senhor Claver-Carone foi um líder visionário no avanço da prosperidade no Hemisfério Ocidental, e um firme defensor das instituições democráticas e da cooperação em matéria de segurança, que sustentam o crescimento econômico e o desenvolvimento", afirmou Pompeo, segundo a agência AP.

    Mais:

    Após retomada de ensaios de vacina de Oxford, Brasil aguarda comunicado oficial para voltar testes
    Cuba responsabiliza EUA por terrorismo contra cidadãos do país
    Brasil e Argentina confirmam apoio a candidato de Guaidó para posto no BID
    CNI e BID querem agilizar comércio com Paraguai, Uruguai e Chile
    Tags:
    Mike Pompeo, México, Donald Trump, Argentina, EUA, Estados Unidos, Brasil, desenvolvimento, banco, América Latina, BID
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar