14:11 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)
    895
    Nos siga no

    A agência sanitária dos Estados Unidos, a Administração de Drogas e Alimentos (FDA, na sigla em inglês), afirmou neste domingo (30) que está pronta para autorizar uma vacina contra a COVID-19 antes da fase três de testes.

    A indicação foi publicada pelo Financial Times em uma entrevista com o chefe da FDA, Stephen Hahn, que disse que a agência pode autorizar uma vacina antes do final da fase três dos ensaios clínicos se essa medida provar mais benefícios do que riscos.

    No momento, três empresas farmacêuticas - AstraZeneca, Moderna e Pfizer - estão realizando testes de fase três nos EUA. O presidente estadunidense, Donald Trump, disse anteriormente que a vacina poderia ser aprovada no país antes das eleições presidenciais de 3 de novembro, o que gerou especulações de uso político da vacina no país.

    Trump tem tido problemas com a aprovação pública da política em torno de sua resposta contra a pandemia, sendo que os EUA se tornaram o país mais atingido no mundo pela COVID-19, com mais de 182 mil mortos pela doença, conforme dados da Universidade Johns Hopkins.

    Presidente dos EUA, Donald Trump, realiza um comício de campanha em Londonderry, New Hampshire, EUA, 28 de agosto de 2020
    © REUTERS / Carlos Barria
    Comício eleitoral de Donald Trump

    Hahn, porém, garantiu ao Financial Times que a FDA está pronta para contornar o processo usual de autorização de vacina, mas não faria isso apenas para agradar ao presidente.

    "Depende do patrocinador solicitar autorização ou aprovação, e nós julgamos seu pedido [...]. Se eles fizerem isso antes do final da fase três, podemos achar que é apropriado. Podemos achar isso inapropriado, faremos uma determinação", disse Hahn, acrescentando que a autorização da FDA seria possível se "o benefício superasse o risco em uma emergência de saúde pública".

    O chefe da FDA também mencionou que a autorização da agência para o uso de emergência de uma vacina potencial não é igual a uma aprovação completa. Ao mesmo tempo, Hahn também disse que as decisões da FDA seriam baseadas na ciência e na medicina, e não na política ou nas eleições presidenciais que se avizinham nos EUA.

    Tema:
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)

    Mais:

    Apenas 36% da população dos EUA apoia resposta de Trump à pandemia de COVID-19
    Mais de mil detentos já morreram de COVID-19 nos EUA, afirma organização
    Trump diz que EUA poderão ter vacina contra COVID-19 até as eleições presidenciais
    Tags:
    COVID-19, Food and Drugs Administration (FDA)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar