19:03 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2112
    Nos siga no

    O governador do Wisconsin, Tony Evers, declarou estado de emergência nesta terça-feira (25) e disse que pode usar mais tropas da Guarda Nacional para combater os protestos contra a ação policial que baleou Jacob Blake, um homem negro, diante dos filhos.

    Evers destacou que as forças de segurança de Wisconsin "vão continuar a apoiar o direito das pessoas de protestarem e vão proporcionar assistência para assegurar a segurança da comunidade".

    Essa é a terceira noite seguida de protestos na cidade de Kenosha. Durante as manifestações diversos prédios na cidade ficaram destruídos.

    Jacob Blake Sr., pai da vítima, fez um pronunciamento à imprensa e disse que o filho está com o corpo paralisado da cintura para baixo.

    "Eles atiraram no meu filho sete vezes. Sete vezes! Como se ele não importasse", disse Jacob Blake Sr., citado pela agência Reuters.

    "Meu filho tem importância. Ele é um ser humano e ele importa", completou.

    O caso ocorre menos de três meses depois de a morte de George Floyd, um ex-segurança negro asfixiado por um policial em Minneapolis, gerar protestos em diversas cidades nos EUA e no mundo.

    Mais:

    Manifestantes contra o racismo fazem ato em SP (VÍDEO)
    Polícia de Minneapolis, onde George Floyd foi morto, será desmantelada
    Motoboys protestam em condomínio após racismo contra entregador negro (VÍDEOS, FOTOS)
    Tags:
    manifestação, Wisconsin, protesto, racismo, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar