14:53 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    7392
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que a compra de mísseis e de armas do Irã não está proibida em seu país e por isso vai avaliar a possibilidade.

    A declaração de Nicolás Maduro foi uma resposta às acusações do presidente da Colômbia, Iván Duque, que denunciou as supostas negociações sobre o tema entre Caracas e Teerã.

    "Então veio Iván Duque denunciando que compramos mísseis no Irã […] na verdade essa ideia de Iván Duque não é ruim, não tinha me ocorrido […] se o Irã tem uma tecnologia tremenda […] Venezuela não tem proibição de comprar o que precisar, comprar armas para sua defesa. E se o Irã tiver a possibilidade de nos vender uma bala, um míssil e nós tivermos a possibilidade de comprar. É uma boa ideia, Iván Duque. Está aprovado, vamos fazer, vamos estudar isso", disse Maduro em transmissão da emissora estatal Venezolana de Televisión.

    O presidente pediu ao ministro da Defesa, Vladimir Padrino López, que avalie com o Irã quais são os mísseis de curto, médio e longo alcance o país possui para venda, bem com se há possibilidades de comprar novas baterias de mísseis para reforçar a defesa aérea, terrestre e antimísseis.

    Maduro destacou que a Venezuela possui equipamentos militares de última geração, adquiridos da Rússia, implantados em todo o território nacional, para repelir qualquer tentativa de agressão por potências estrangeiras.

    Mais:

    EUA trabalham duro para que Maduro saia do poder até o fim do ano, diz diplomata americano
    Maduro diz que será 1º a ser vacinado contra COVID-19 para servir de exemplo à população
    Polêmico no Brasil, tratamento com ozonioterapia contra COVID-19 é exaltado por Maduro
    Tags:
    Irã, mísseis, Nicolás Maduro, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar