23:52 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 32
    Nos siga no

    Em segunda noite da Convenção Nacional do Partido Democrata, o candidato Joe Biden foi oficializado nesta terça-feira (18) na disputa presidencial dos EUA contra Donald Trump.

    O candidato Joe Biden assegurou 3.558 delegados após a votação realizada na convenção, realizada virtualmente por conta da pandemia do coronavírus. Os candidatos precisavam ter o voto de 1.991 delegados para vencer a nominação presidencial do partido para as eleições dos EUA.

    Na noite de hoje (18), participaram figuras políticas como a filha do ex-presidente John Kennedy e ex-embaixadora dos EUA, Caroline Kennedy, e os ex-presidentes Jimmy Carter e Bill Clinton.

    "Donald Trump diz que estamos liderando o mundo. Bem, somos a única grande economia industrial a ter sua taxa de desemprego triplicada. Em um momento como este, o Salão Oval deveria ser um centro de comando. Em vez disso, é um centro de tempestade. Existe apenas caos. Só uma coisa nunca muda - sua determinação em negar responsabilidade e transferir a culpa. Ele nunca assume", afirmou Bill Clinton.

    "Nosso partido está unido para oferecer a vocês uma escolha muito diferente: um presidente que vai trabalhar. Um cara pé no chão, que faz o trabalho. Um homem com uma missão: assumir responsabilidades, não transferir a culpa; concentrar, não distrair; unir, não dividir. Nossa escolha é Joe Biden", acrescentou.

    As eleições presidencias dos EUA serão realizadas no dia 3 de novembro. 

    "Obrigado a todos, do fundo do meu coração, isso significa muito para mim e minha família", afirmou Joe Biden.

    Mais:

    Biden avisou: democrata alertou em abril que Trump tentaria adiar eleições nos EUA
    EUA: Joe Biden aponta senadora Kamala Harris como vice-presidente na chapa democrata
    Biden deve priorizar reconstrução da OTAN e conter a Rússia, diz Hillary Clinton
    Tags:
    Donald Trump, Joe Biden, EUA, eleições
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar