15:49 20 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)
    0 01
    Nos siga no

    O México confirmou 7.371 novos casos da COVID-19 nas últimas 24 horas, fazendo total de pessoas já infectadas pela doença no país chegar a 505.751, anunciou o Ministério da Saúde nesta quinta-feira (14).

    Além disso, foram registrados 627 mortos pelo coronavírus no período. Número de óbitos no país pela COVID-19 desde início da pandemia é de 55.293. 

    Na quarta-feira (12), o México tinha registrado 5.858 novos casos da doença e 737 óbitos. 

    Segundo especialistas, a quantidade de casos no país pode ser até três vezes maior devido ao baixo número de testes realizados. Com cerca de 1,5 milhão de exames feitos, em uma nação com cerca de 130.000.000 habitantes, menos de 1% dos mexicanos foram testados. 

    O México é o sexto país do mundo com maior número de casos, atrás dos Estados Unidos, Brasil, Índia, Rússia e África do Sul. Em número de mortes, porém, tem a terceira maior taxa, atrás dos EUA e do Brasil, segundo levantamento feito pela Universidade Johns Hopkins. 

    A Organização Mundial da Saúde declarou a COVID-19 uma pandemia em 11 de março. Até o momento, mais de 20,7 milhões de pessoas foram contaminadas pelo vírus, com mais de 752.000 mortes.

    Mais de 100 mil casos por dia

    Enquanto em várias regiões do mundo as curvas de contágio estão caindo, nas Américas o número de casos ainda é muito alto. 

    "A cada dia estão sendo notificados mais de 100.000 novos casos nas Américas. Mais da metade deles são registados nos Estados Unidos, mas também estamos observando picos preocupantes em lugares que tinham conseguido conter suas epidemias desde muito cedo, como Colômbia e Argentina", afirmou em informe semanal a diretora da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Carissa Etienne. 
    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de agosto (58)

    Mais:

    Ex-secretário de Segurança Pública do México é denunciado por receber suborno do Cartel de Sinaloa
    México prende líder de cartel que ameaçou presidente López Obrador
    Argentina e México vão produzir vacina para toda a América Latina, com exceção do Brasil
    Tags:
    Américas, EUA, Brasil, Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), OMS, pandemia, México, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar