06:27 28 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    71020
    Nos siga no

    Empresa Anomaly Six LLC, fundada por ex-militares dos EUA e com vínculos com a inteligência do país, paga a desenvolvedores de aplicativos para incluir sua tecnologia de rastreio, diz mídia.

    Desta forma, centenas de milhões de telefones móveis poderiam ter seus movimentos rastreados devido a código de rastreio usado pela empresa.

    A empresa, sediada no estado americano de Virginia e que recebe contratos do governo dos EUA, agrega dados anônimos oriundos dos aparelhos e posteriormente os coloca à venda, segundo reportagem do Wall Street Journal (WSJ).

    Pelo menos 500 aplicativos já funcionam com o código de rastreio da Anomaly Six LLC, sendo que, segundo o WSJ, os usuários não possuem ciência da repassagem de seus dados à empresa.

    É válido ressaltar que os dados anônimos são vinculados somente ao identificador alfanumérico, sem estar associado a um indivíduo precisamente.

    Contudo, ao obter dados do movimento dos aparelhos, seria possível identificar o dono do mesmo. Logo em seguida, a tarefa de se obter mais dados sobre o indivíduo ficaria mais fácil após sua identificação.

    Se por um lado a Anomaly Six LL trabalha com empresas privadas, ela assegurou ao WSJ que não vende os dados de localização de seus usuários americanos ao governo, mas somente a clientes privados.

    Embora tal tipo de operação não seja rara, não é comum que uma companhia com vínculos estreitos com agências de inteligência recolha tais dados diretamente.

    Mais:

    Após tensão na fronteira, Índia proíbe TikTok e dezenas de aplicativos chineses
    Trump cita 'ameaça' e assina decreto proibindo transações com TikTok e WeChat
    'Breque dos apps': entregadores de aplicativos fazem 2ª greve nacional
    Tags:
    EUA, inteligência militar, inteligência móvel, smartphone, rastreamento
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar