07:40 25 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    6133
    Nos siga no

    A Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla em inglês) ordenou a inspeção de 2.000 aviões dos modelos Boeing 737 NG e Boeing 737 Classic após detectar problemas nos motores.

    De acordo com a Reuters, o problema teria ocorrido nas aeronaves que não realizaram voos devido à pandemia de COVID-19.

    A entidade governamental advertiu que os aviões que ficaram em terra por mais de sete dias poderiam apresentar corrosão nas válvulas de retenção de ar, o que poderia provocar falhas em ambos os motores.

    Avião 737 Max da Boeing no Aeroporto Municipal de Renton, Estados Unidos
    © AP Photo / Ted S. Warren
    Avião 737 Max da Boeing no Aeroporto Municipal de Renton, Estados Unidos

    A FAA emitiu esta diretiva depois que os especialistas encontraram válvulas afetadas enquanto movimentavam as aeronaves no solo.

    Caso a corrosão seja confirmada, a válvula deve ser substituída antes do reinício das operações, indicou a FAA.

    Por sua vez, a Boeing informou ter aconselhado os operadores a inspecionarem os aviões e advertiu que "com os aviões hangarados ou utilizados com pouca frequência devido à baixa demanda durante a pandemia de COVID-19, a válvula pode estar mais suscetível à corrosão".

    Mais:

    Boeing apresenta para Austrália 1º protótipo de drone de combate produzido no país (FOTO)
    Fim de acordo 'Boeing-Embraer' é bem-vindo e suporte público será importante, diz economista
    FAA investiga Boeing por falhas no controle de qualidade dos 737 MAX, segundo relatos
    Tags:
    avião de passageiros, avião de transporte, avião, FAA, Boeing 737, Boeing
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar