17:16 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 66
    Nos siga no

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou hoje (22) o envio de agentes federais para comunidades do país que, segundo ele, estariam enfrentando surtos de crimes violentos em seus territórios.

    A medida faz parte de uma iniciativa do governo denominada Operação Legend, que, coincidentemente ou não, tem como alvo cidades americanas administradas por opositores, membros do Partido Democrata

    ​"Hoje, estou anunciando uma onda de aplicação da lei federal nas comunidades americanas atormentadas por crimes violentos. Trabalharemos todos os dias para restaurar a segurança pública, proteger as crianças de nossa nação e levar criminosos violentos à justiça".

    Os primeiros destinos dessa nova onda de envio de forças federais deverão ser as cidades de Chicago e Albuquerque, que, assim como Portland, onde agentes federais estão atuando para supostamente proteger prédios públicos, como parte de outra operação, no contexto dos protestos contra o racismo e a violência policial, também têm uma liderança democrata. 

    ​Trump admite que seu aumento na aplicação da lei é um golpe, alegando que todas as cidades com problemas de violência são dirigidas por democratas. Ele continuou dizendo que fez um trabalho incrível na pandemia.

    A Operação Legend foi lançada no início deste mês em Kansas City, Missouri, e nomeada em homenagem a LeGend Taliferro, criança morta após ser baleada em sua própria casa, enquanto dormia, por motivos ainda desconhecidos.

    Ao menos 15 prefeitos de grandes centros urbanos americanos assinaram uma carta enviada à Procuradoria-Geral dos EUA e ao Departamento de Segurança Interna pedindo que o governo pare de enviar forças federais para as cidades do país sem a solicitação das administrações locais, alegando que a medida caracterizaria uma ação típica de regimes autoritários. 

    "Os oficiais federais não foram treinados para o policiamento comunitário urbano, incluindo técnicas de gestão crítica de multidões e desescalada. Não há supervisão das ações das forças federais", escreveram os prefeitos, citados pelo The Guardian.

    Mais:

    Tiroteio em festa de homenagem deixa 13 feridos em Chicago, informa polícia
    Tiroteio durante velório deixa vários feridos em Chicago
    Jornalista da Sputnik é atingida por balas de borracha da polícia em protesto nos EUA (FOTOS, VÍDEO)
    Pompeo acusa China de tirar proveito dos protestos nos EUA
    Putin sobre protestos nos EUA: estes são uma manifestação da crise interna
    Tags:
    Casa Branca, Missouri, violência, segurança, prefeitos, Albuquerque, Portland, Chicago, EUA, Estados Unidos, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar