23:23 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    221237
    Nos siga no

    O presidente norte-americano deu uma nova entrevista ao canal Fox News, na qual afirmou que o país "venceu" duas "lindas guerras mundiais" a partir de um dos fortes que planejam renomear.

    Donald Trump, o presidente dos EUA, deu uma entrevista ao canal Fox News, na qual falou sobre vários temas, incluindo a renomeação de uma das bases militares do país e o estado da pandemia de coronavírus em solo estadunidense.

    "Vamos dar-lhe o nome do reverendo Al Sharpton [ativista político afro-americano]? Que nome você vai dar, Chris [entrevistador], me diga o que lhe vai dar? Então, há toda uma coisa aqui", disse.

    "Ganhamos duas guerras mundiais. Lindas guerras mundiais. Eram cruéis e horríveis. Nós as ganhamos em Fort Bragg, nós as ganhamos em todos esses fortes, e agora eles querem tirar seus nomes. Eu sou contra isso", declarou Trump.

    O presidente dos Estados Unidos confirmou que está disposto a vetar o orçamento de defesa proposto para o ano fiscal de 2021, caso este contenha uma condição de mudança de nome das bases.

    Coronavírus nos EUA

    Na mesma entrevista, Trump afirmou que os Estados Unidos "têm a melhor taxa de mortalidade" da COVID-19.

    "Você poderia me passar a taxa de mortalidade? A de Kayleigh [McEnany, porta-voz da Casa Branca, que afirmou que a ciência defende a reabertura de escolas nos EUA] está mesmo aqui [...]. Ouvi que temos a melhor taxa de mortalidade", afirmou o presidente norte-americano.

    Em seguida, recebeu o gráfico mostrando a taxa de mortalidade por coronavírus nos EUA, que o entrevistador disse ser "a sétima maior do mundo".

    Os EUA registram o maior número de casos de SARS-CoV-2 no mundo, com mais de 3,7 milhões de infecções, de acordo com a Universidade Johns Hopkins, EUA, das quais mais de 140.000 morreram.

    Mais:

    Cuba considera proposta de Trump de vender Porto Rico como 'evidência' de desprezo
    Trump diz que convenceu 'muitos países' a vetar participação da Huawei em redes nacionais de 5G
    Governador de Nova York pede para Trump deixar de ser 'coconspirador' da COVID-19
    Tags:
    Segunda Guerra Mundial, 1ª Guerra Mundial, COVID-19, Universidade Johns Hopkins, FOX News, Donald Trump, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar