03:40 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de julho (46)
    5131
    Nos siga no

    Cuba anunciou neste domingo (19) a ausência de novos casos domésticos de COVID-19. A maior parte do país iniciou a fase final de retomada de atividades, com uso de máscaras e distanciamento social.

    O chefe de epidemiologia do Ministério da Saúde Pública de Cuba, Francisco Duran, tirou a máscara durante a transmissão para anunciar a boa notícia. Apenas alguns casos de COVID-19 foram relatados em Cuba na última semana, todos em Havana, informou Reuters.

    A maior parte da ilha, com 11,2 milhões de habitantes, é considerada livre da doença há mais de um mês.

    "Eu sempre digo para você ficar seguro em casa, mas eu sei que muitos hoje vão à praia", disse Duran. Ele reiterou à população a importância de manter o distanciamento social.

    Os 2,2 milhões de habitantes da capital permanecem na primeira fase de três estágios de reabertura. Por enquanto, o transporte público e privado está liberado, bem como a praia e outros centros de recreação.

    O distanciamento social e o uso de máscaras permanecem obrigatórios na maioria das circunstâncias.

    O país abriu um grupo de resorts para turismo internacional. A terceira fase amplia viagens internacionais, dependendo do risco.

    O país recebeu altas notas pela forma de informar sobre a pandemia. O sistema de saúde comunitário e gratuito de Cuba permitiu manter o número de infecções abaixo de 2.500, com 87 mortes.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de julho (46)

    Mais:

    Cuba envia brigada médica a Honduras
    EUA anunciam sanções contra instituição financeira e 3 hotéis de Cuba
    Cuba considera proposta de Trump de vender Porto Rico como 'evidência' de desprezo
    Tags:
    COVID-19, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar