02:17 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de julho (46)
    320
    Nos siga no

    A pandemia do novo coronavírus já matou mais de 140 mil pessoas nos Estados Unidos, segundo mostram dados da Universidade John Hopkins.

    De acordo com os dados do painel do novo coronavírus da Universidade Johns Hopkins, considerado uma das principais fontes da dinâmica global da pandemia da COVID-19, o número de mortos nos EUA agora é de 140.119. O país também acumula 3.711.359 casos da infecção pela doença, além de 1,12 milhão de pessoas recuperadas.

    Com essas estatísticas os EUA seguem sendo o país mais afetado pela pandemia. O Brasil e a Índia, em segundo e terceiro lugar, têm pouco mais de dois milhões e um milhão de casos registrados, respectivamente. 

    Equipe médica na unidade de terapia intensiva de COVID-19 do hospital United Memorial em Houston, Texas, EUA, 29 de junho de 2020.
    © REUTERS / Callaghan O'Hare
    Equipe médica trabalhando em unidade de terapia intensiva

    Em número de mortes, a distância dos EUA para os outros países também é grande. O Brasil, o segundo em número de mortes, teve 78.772 mortes até agora. Já o Reino Unido, o terceiro na lista, soma 45.358 mortes pelo novo coronavírus.

    Os EUA têm registrado recordes sucessivos de novos casos diários no país e alguns de seus estados estão voltando atrás com medidas de reabertura da economia, impondo novamente restrições sociais.

    No mundo inteiro, o vírus infectou 14,2 milhões e matou mais de 600 mil pessoas.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 no mundo em meados de julho (46)

    Mais:

    Número de mortes por COVID-19 no Brasil ultrapassa 78 mil
    Mundo registra recorde de casos da COVID-19 pelo segundo dia consecutivo, diz OMS
    Mortes por COVID-19 passam de 600 mil no mundo inteiro
    Tags:
    Universidade Johns Hopkins, COVID-19, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar