03:38 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    6455
    Nos siga no

    Elaine Duke, ex-secretária interina da Segurança Interna dos EUA, recentemente revelou que Donald Trump havia proposto "alienar" ou "vender" a ilha após o furacão Maria.

    O chanceler de Cuba, Bruno Rodríguez, escreveu em sua conta do Twitter que a intenção de Donald Trump de "vender" o Estado Livre Associado de Porto Rico após ser atingido pelo furacão Maria "é uma evidência grosseira de desprezo do presidente norte-americano pelas nações do hemisfério".

    ​A recentemente divulgada tentativa de vender Porto Rico é uma evidência grosseira de que o presidente dos EUA despreza as nações do hemisfério e explica a adesão à Doutrina Monroe, um instrumento colonial com uma história bem conhecida de mortes e dificuldades.

    Recentemente, Elaine Duke, ex-secretária interina de Segurança Interna do presidente dos EUA, Donald Trump, revelou em uma entrevista ao The New York Times que Trump propôs "alienar" ou "vender" a ilha logo depois de ser atingida pelo furacão Maria em 2017, o que resultou na morte de aproximadamente três mil pessoas, além de perdas estimadas em US$ 43 bilhões (R$ 229 bilhões).

    Duke afirmou que "as ideias iniciais do presidente eram de um homem de negócios [...] Podemos terceirizar a eletricidade? Podemos vender a ilha? Ou alienar esse ativo?", teria se perguntado Trump.

    No entanto, essa sugestão não foi considerada ou discutida de maneira séria, ressalta a ex-funcionária.

    Mais:

    Trump e López Obrador assinam declaração para cooperação comercial e de segurança
    Trump anuncia início do processo formal para saída da OMS
    'Seria útil': Trump acena com 3º encontro com Kim, mas Coreia do Norte dá de ombros
    Tags:
    furacão, Hemisfério Norte, Porto Rico, EUA, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar