10:02 12 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    61045
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, confirmou em entrevista a um jornal que havia autorizado um ataque cibernético à Agência de Pesquisa na Internet da Rússia em 2018.

    Durante a entrevista, Trump disse ao colunista do Washington Post, Marc Thiessen, que havia ordenado o ataque cibernético de 2018 contra a Agência de Pesquisa na Internet russa, acusada por Washington de liderar a interferência nas eleições presidenciais norte-americanas de 2016.

    "Correto", respondeu Trump à pergunta de Thyssen se ele havia lançado o ciberataque há dois anos contra Moscou, acrescentando que essa decisão fazia parte de uma política mais ampla de confrontar a Rússia em todo o mundo.

    O presidente dos Estados Unidos enfatizou que ninguém havia sido mais duro com a Rússia do que ele.

    Trump também disse ao jornalista que, em 2016, o então presidente dos EUA, Barack Obama, "sabia que a Rússia estava envolvida em manipulação", mas não disse nada, porque achava que a candidata presidencial Hillary Clinton venceria.

    Ciberataque (imagem referncial)
    © Foto / Pixabay
    Ciberataque (imagem referncial)

    Em 18 de abril de 2019, o Departamento de Justiça dos EUA divulgou o relatório final da investigação do assessor especial norte-americano, Robert Mueller, sobre alegações de colusão Trump-Rússia e interferência russa nas eleições nos Estados Unidos. O assessor especial não encontrou nenhum conluio entre autoridades russas e a campanha de Trump, mas alegou que Moscou tentou interferir nas eleições.

    A Rússia negou repetidamente as acusações, dizendo que nunca se intrometeu nos assuntos internos dos EUA.

    Mais:

    Mídia: Trump autorizou pessoalmente ciberataque contra Rússia
    'Planos dos EUA de atingir elites russas por guerra cibernética são ilegais', diz diplomacia russa
    Marinha dos EUA é vulnerável a ciberataques da China devido a tecnologia obsoleta, diz funcionário
    Tags:
    eleições presidenciais, Agência de Pesquisa pela Internet (IRA), ataque cibernético, ciberataque, Donald Trump, Washington Post, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar