12:51 09 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    1261
    Nos siga no

    A gigante de alimentos e bebidas PepsiCo irá participar do movimento de boicote ao Facebook por conta das críticas à rede social por sua incapacidade de monitorar e policiar conteúdo de ódio, informa a emissora Fox News.

    A PepsiCo ainda não confirmou a decisão de parar de veicular propaganda no Facebook, informou a emissora

    A companhia de alimentos e bebidas deve se unir a várias grandes empresas, incluindo a Coca-Cola, a empresa de telecomunicações Verizon e a gigante de bens de consumo Unilever. Estas empresas anunciaram a suspensão da publicidade na rede social de Mark Zuckerberg.

    O crescente boicote fez com que as ações do Facebook registrassem queda de 8,3% na sexta-feira (26). 

    As companhias citam a presença contínua de informações falsas e discursos de ódio na plataforma como motivo para a suspensão dos investimentos em publicidade. O posicionamento das empresas ocorre após campanha lançada por várias organizações proeminentes de direitos civis dos Estados Unidos, incluindo a Associação Nacional para o Avanço das Pessoas de Cor.

    Grupos de direitos das minorias começaram a campanha em 17 de junho. A mobilização ocorre ao mesmo tempo em que diversas cidades dos Estados Unidos registram protestos contra o racismo após o assassinato de Goerge Floyd pela polícia. Os grupos afirmam que o Facebook deu espaço para conteúdo que incitou a violência contra manifestantes e que as marcas deveriam retirar toda a publicidade da rede social em julho.

    Mais:

    Facebook proíbe anúncios relacionados ao coronavírus
    Facebook aponta dados de usuários como 'superpoder' no combate mundial à COVID-19
    Facebook traduz nome de Xi Jinping de maneira ofensiva e pede desculpa
    'Precisamos de medidas recíprocas' diz editora-chefe da Sputnik sobre 'etiquetas' do Facebook
    Facebook assumiu agenda política dos EUA, diz pesquisador sobre 'etiquetas' na plataforma
    Tags:
    racismo, propaganda, Mark Zuckenberg, Facebook
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar