03:14 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)
    120
    Nos siga no

    Jeanine Áñez salientou que tentou evitar organizar as eleições em 6 de setembro para minimizar "o risco de contágio" do coronavírus e não porque tenha algum interesse em "prorrogar sua gestão".

    A presidente interina da Bolívia, Jeanine Áñez, anunciou que promulgará a lei para organizar as eleições presidenciais em 6 de setembro.

    Áñez anunciou a data em um discurso neste domingo (21), em que assegurou que sua decisão é produto de "pressões" por parte de alguns "políticos e autoridades" que exigem a realização das eleições o mais cedo possível.

    Ao mesmo tempo, a presidente interina boliviana salientou ter tentado convocar as eleições nesta data para minimizar "o risco de contágio" que pode ocorrer em meio à proliferação do coronavírus e não porque tenha algum interesse em "prorrogar sua gestão".

    Finalmente, Áñez afirmou que o governo se esforçará para que o processo eleitoral transcorra dentro da ordem e sem riscos para a saúde dos bolivianos. Além disso, convocou todos que se opõem ao adiantamento que "assumam com responsabilidade" as consequências de acudir esta data "em plena pandemia".

    Tema:
    Situação do mundo com COVID-19 em meados de junho (50)

    Mais:

    Tribunal Superior Eleitoral da Bolívia adia eleição geral por causa da COVID-19
    Guaidó abre embaixada na Bolívia após país romper com Maduro
    Bolívia expressa protesto à Argentina por palavras de Morales sobre como país lida contra COVID-19
    Tags:
    COVID-19, novo coronavírus, oposição, eleições, presidente, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar