03:38 28 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3728
    Nos siga no

    Os Estados Unidos impuseram sanções contra quatro empresas e quatro petroleiros por trabalharem com o setor de petróleo da Venezuela, informou o Departamento do Tesouro dos EUA nesta terça-feira (2).

    As embarcações sancionadas incluem petroleiros com bandeiras dos seguintes países: Bahamas, Panamá, Malta e Ilhas Marshall. Três das empresas que foram alvo da sanção são das Ilhas Marshall e uma delas é da Grécia. 

    "O ilegítimo regime de [Nicolás] Maduro recorreu à ajuda de empresas marítimas e de seus navios para continuar a exploração dos recursos naturais da Venezuela para o lucro do regime", disse o secretário do Tesouro Steven T. Mnuchin em comunicado. "Os Estados Unidos continuarão tendo como alvo aqueles que apoiam esse regime corrupto e contribuem para o sofrimento do povo venezuelano".

    Antes destas novas sanções contra Caracas, o secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, instou a comunidade internacional a aumentar a pressão contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, até que ele renuncie. 

    "Os Estados Unidos continuarão a aumentar a pressão sobre Maduro e seus facilitadores até que uma transição democrática comece", afirmou Pompeo.

    Maduro tem o apoio da Rússia e da China e afirma que as sanções de Washington são uma tentativa ilegal de capturar os ativos soberanos da Venezuela. 

    Mais:

    Dois navios desistem de entregar petróleo do Irã à Venezuela após ameaças de sanções dos EUA
    Teerã diz estar pronta para continuar envio de petróleo à Venezuela se Caracas solicitar
    Venezuela anuncia escolta do 5º petroleiro iraniano que chegou ao país (FOTOS)
    Poderiam EUA dificultar regresso dos petroleiros iranianos da Venezuela?
    Tags:
    nicolás maduro, sanções, Estados Unidos, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar