23:42 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    11510
    Nos siga no

    O ministro da Comunicação da Venezuela, Jorge Rodríguez, declarou em cadeia nacional que seu país usou infiltrados na inteligência colombiana para obter provas sobre tentativa de invasão.

    Em declaração transmitida pelo canal de TV Venezolana de Televisión, Jorge Rodríguez sugeriu que, graças à presença de infiltrados na inteligência colombiana, Venezuela pôde detectar a incursão fracassada.

    "Isso é produto das infiltrações que nós temos no seio da inteligência colombiana, no seio da inteligência das Forças Armadas colombianas, que nos permitiu acessar muitas horas de gravação de Hernán Alemán e de Clíver Alcalá Cordones."

    As gravações em questão corresponderiam a conversas entre o deputado colombiano Hernán Alemán e o ex-general venezuelano Clíver Alcalá Cordones, que era próximo de Hugo Chávez, mas se tornou opositor de Nicolás Maduro e hoje se encontra preso nos Estados Unidos por narcotráfico.

    Gravações

    Ainda segundo Rodríguez, as gravações seriam prova do envolvimento de autoridades colombianas e do ex-general venezuelano na frustrada tentativa de invasão por via marítima de mercenários ao território da Venezuela no início do mês.

    Por sua vez, em conversa com o portal Infobae, Alemán assumiu envolvimento na elaboração de planos contra o presidente Maduro, ressaltando se tratar do único caminho para dar fim ao seu governo.

    "Iniciamos conversações com militares. Lembremos que o presidente Juan Guaidó, em fevereiro do ano passado, chamou em Cúcuta os militares para participar. Foi assim que, depois da Operação Liberdade de 30 de abril, nos reunimos com muitos destes militares que ficaram à deriva e foi sendo orquestrado um propósito", afirmou Alemán à mídia.

    Contudo, ele negou participação direta com a tentativa de invasão deste mês intitulada Operação Gideon.

    Mais:

    Como China e Venezuela constroem nova cooperação bilateral
    Venezuela, Afeganistão, Nicarágua: como eram as guerras não 'declaradas' da CIA
    Chanceler iraniano volta a advertir EUA contra impedimento de envio de combustível à Venezuela
    Tags:
    Nicolás Maduro, Jorge Rodríguez, inteligência militar, inteligência, infiltrados, agentes, Colômbia, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar