15:49 05 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    3110
    Nos siga no

    A administração Trump anunciou medidas para reduzir a capacidade da gigante asiática de desenvolver semicondutores utilizando tecnologia e software norte-americanos.

    O Departamento de Comércio dos EUA publicou declaração, na qual informa estar adotando medidas para restringir o acesso da Huawei a tecnologias norte-americanas de semicondutores e restringir a capacidade da gigante tecnológica chinesa de desenvolver novos modelos.

    "Esse anúncio tem como objetivo responder aos esforços da Huawei de burlar os controles de exportação dos EUA", segundo declaração do departamento norte-americano.

    O departamento informou que vai "visar de forma detalhista e estratégica as aquisições de semicondutores pela Huawei". Para o departamento, esses semicondutores "são produto direto de certos software e tecnologia norte-americanos".

    A empresa chinesa Huawei tem sido alvo reiterado de pressão de Washington, desde que tomou a dianteira no desenvolvimento da tecnologia 5G, capaz de fornecer Internet mais rápida a empresas e consumidores.

    Criança brinca próxima ao logo da empresa Huawei, em Pequim (foto de arquivo)
    © AP Photo / Ng Han Guan
    Criança brinca próxima ao logo da empresa Huawei, em Pequim (foto de arquivo)

    No ano passado, Washington anunciou ter incluído a Huawei em uma lista negra, que a impede de adquirir certos componentes norte-americanos e deu prazo para que empresas americanas com ligações com a gigante chinesa troquem de fornecedor.

    No entanto, nesta sexta-feira (15), esse prazo foi novamente estendido para mais 90 dias.

    Apesar da dura retórica e das medidas impostas pela administração Trump, a Huawei continua usando tecnologia e software norte-americanos e design de semicondutores desenvolvidos nos EUA, informou o Departamento de Comércio.

    "A Huawei e suas filiais estrangeiras reforçaram seus esforços para minar restrições baseadas na segurança nacional através de um esforço de indigenização", disse o secretário de Comércio, Wilbur Ross.

    "Essa não é a forma como um responsável cidadão corporativo global deve se comportar", disse Ross.

    O Departamento de Comércio dos EUA impõe diversas medidas que visam restringir o acesso da Huawei a tecnologias e produtos norte-americanos, por considerar a empresa uma ameaça à segurança nacional dos EUA.

    Mais:

    Por pandemia, Trump diz que pode romper laços com a China
    Ártico: mais um campo de batalha entre EUA e China?
    'Imoral': China reage a projeto de senadores dos EUA que pregam sanções pela COVID-19
    Tags:
    tecnologia 5G, 5G, Huawei, eua, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar