10:47 27 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)
    2121
    Nos siga no

    O aumento de casos de COVID-19 no Brasil e na Colômbia representa risco para o país, disse a vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodríguez.

    Em função do aumento de casos de contaminação com COVID-19 nas áreas de fronteira, o presidente Nicolás Maduro reforçou a necessidade da manutenção do isolamento social.

    "É preciso ter muito rigor nos controles epidemiológicos e sanitários na fronteira, porque o vetor de casos importados é o vetor que prevalece no país, apesar da Venezuela continuar com sua curva plana. Isso é uma ameaça e um risco muito sério que vem da Colômbia e do Brasil", declarou Delcy Rodríguez nesta quarta-feira (13).

    Rodriguez comemorou a cooperação do seu país com a China, de onde mais de um milhão de testes rápidos chegaram à Venezuela. Ela informou que nesta quinta-feira (14) o Ministério da Saúde iniciará realização massiva de testes.

    Até o momento, a Venezuela registrou 440 casos da doença provocada pelo novo coronavírus, dos quais 53 foram confirmados em estados na fronteira com Colômbia e Brasil.

    O Brasil já registrou nesta quarta-feira 188.974 casos de COVID-19, com 13.149 óbitos, enquanto a Colômbia tem 11.613 pessoas infectadas, das quais 479 morreram.

    Tema:
    Avanço da pandemia de COVID-19 em meados de maio (112)

    Mais:

    Arreaza acusa EUA de usarem Venezuela para abafar 'fracassos' americanos no combate à COVID-19
    Campanha de pressão? Irã rejeita alegação dos EUA de receber ouro da Venezuela
    Tags:
    COVID-19, Venezuela, Colômbia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar