13:39 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)
    12916
    Nos siga no

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, disse nesta quarta-feira (6) que existem "evidências" consideráveis de que o coronavírus surgiu em um laboratório de virologia na cidade de Wuhan, na China.

    "Existem evidências significativas de que isso veio do laboratório [de Wuhan]", afirmou Pompeo em uma coletiva de imprensa. 

    Ele disse ainda que os Estados Unidos fizeram diversas solicitações formais à China para ter acesso ao Instituto de Virologia de Wuhan para determinar a origem do "paciente zero". 

    Pompeo responsabilizou a China pelas milhares de mortes causadas pela COVID-19, nome da doença provocada pelo vírus. 

    "Eles sabiam. A China poderia ter prevenido a morte de centenas de milhares de pessoas pelo mundo. A China poderia ter poupado o mundo de sofrer um mal-estar econômico global", disse Pompeo, segundo publicado pelo agência Reuters. 

    'China continua se recusando a dividir informações'

    "A China continua se recusando a dividir informações que precisamos para manter as pessoas seguras", acrescentou. 

    Além disso, Pompeo argumentou que não existe contradição entre sua afirmação e declarações de outros funcionários do governo estadunidense apontando incerteza sobre o vírus ter se originado no laboratório. 

    Na terça-feira (5), o chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, general Mark Milley, disse que o governo não sabia se o coronavírus tinha surgido no laboratório, em um mercado de animais de Wuhan ou mesmo em outro lugar.

    Tema:
    Pandemia da COVID-19 e o mundo no início de maio (100)

    Mais:

    Presidente do Estado-Maior Conjunto: Pentágono desconhece origem do coronavírus
    China afirma que aumentará fundos da ONU no combate ao coronavírus, se necessário
    Tags:
    pandemia, Wuhan, Mike Pompeo, EUA, China, COVID-19, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar