18:55 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)
    1290
    Nos siga no

    Moradores da praia de Puerto Marqués, na cidade mexicana de Acapulco, registraram um fenômeno natural raro: as águas do oceano emitindo luz brilhante.

    As imagens mostram o momento em que as águas começam a emitir uma luz brilhante de cor turquesa durante a noite, o que não era observado há 60 anos.

    ​A bioluminescência é um fenômeno que se estende a todos os níveis biológicos: bactérias, moluscos, crustáceos, insetos, peixes e medusas. No caso da água fosforescente de Acapulco, se trata de bioluminescência produzida por microalgas ou plâncton brilhante.

    Esse fenômeno é chamado de bioluminescência, que ocorre devido a uma reação bioquímica de alguns organismos. Neste caso se trata de microalgas ou plâncton luminoso, que emitem luz com o movimento.

    ​O fenômeno da bioluminescência foi visto em Acapulco há alguns dias, como não se via há 60 anos. É momento de refletir, a natureza está nos dando outra chance.

    De acordo com as mídias locais, havia muitos anos que o fenômeno não era observado na região.

    A rara emissão de luz é também melhor observada devido a tranquilidade da água nas praias, que estão praticamente vazias devido à ausência de turistas em meio à COVID-19.

    Tema:
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)

    Mais:

    Em meio à pandemia de COVID-19, proximidade aos EUA representa perigo ao México?
    COVID-19: Trump promete a venda de 1.000 respiradores ao México
    ONU elogia aprovação de anistia no México para enfrentar COVID-19 nas prisões
    Tags:
    natureza, águas, oceano, mar, fenômeno, México, Acapulco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar