15:41 04 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)
    2 0 0
    Nos siga no

    O presidente do México, Andrés Manuel Lopez Obrador, disse nesta quarta-feira (22) que aumentará os gastos em programas sociais e projetos críticos em US$ 25,6 bilhões (cerca de R$ 140 bilhões) para atenuar os impactos da pandemia.

    O anúncio de Lopez Obrador ocorre um dia depois do Banco Central divulgar US$ 31 bilhões (cerca de R$ 168 bilhões) em apoio ao sistema financeiro, com cerca de um terço destinado a um mecanismo de financiamento para os bancos aumentarem os empréstimos.

    O pacote anunciado tem poucos detalhes, mas parece ir muito além dos US$ 2,5 bilhões (cerca de R$ 13,5 bilhões) anunciados na semana passada que o governo estava se preparando para injetar na economia.

    No entanto, o plano foi recebido com algum ceticismo após críticas de sua relutância em apoiar empresas e empregos com medidas agressivas de socorro, informa a agência de notícias Reuters. O setor privado e os economistas alertam que a economia corre riscos de recessão profunda.

    Nikhil Sanghani, economista da Capital Economics, com sede em Londres, disse que o anúncio de Lopez Obrador é um sinal positivo, mas alertou que o seu volume, cerca de 3% do PIB, é muito menor do que o apoio fiscal promulgado em outros mercados emergentes.

    "Tememos que isso tenha chegado tarde demais. É por isso que ainda esperamos uma queda de 8% no PIB do México neste ano e apenas uma recuperação gradual após o choque do coronavírus", disse Sanghani.
    Tema:
    Situação em torno da pandemia de COVID-19 no fim de abril (140)

    Mais:

    México registra 43 mortes e chega a 449 vítimas fatais da COVID-19
    COVID-19: Trump promete a venda de 1.000 respiradores ao México
    Número de mortes por coronavírus sobe para 650 no México
    ONU elogia aprovação de anistia no México para enfrentar COVID-19 nas prisões
    Em meio à pandemia de COVID-19, proximidade aos EUA representa perigo ao México?
    Tags:
    pandemia, COVID-19, México
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar