21:50 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    Países combatendo COVID-19 no meio de abril de 2020 (105)
    0 02
    Nos siga no

    O governo do Peru autorizou nesta terça-feira (14), por decreto, a libertação, por motivos de saúde, de pessoas presas pelo crime de abandono familiar.

    "Como medida para reduzir a superlotação das prisões e evitar contágios da COVID-19, o governo, através do Decreto Legislativo 1459, publicado no boletim de Normas Legais do diário El Peruano, estabelece a possibilidade de que os condenados por não pagarem alimentos cumpram sua sentença em prisão domiciliar", informa o diário oficial.

    Segundo o ministro da Justiça, Fernando Castañeda, a medida permitiria a libertação de aproximadamente 2.500 condenados, o que impediria, em tese, que eles fossem contaminados pelo novo coronavírus e, assim, fossem infectados pela COVID-19. 

    ​O ministro Fernando Castañeda concede entrevista à ATV para informar sobre as ações contra a COVID-19 nos estabelecimentos penitenciários do país.

    O Instituto Penitenciário Nacional indicou que a infraestrutura das prisões do Peru tem 40.399 vagas, mas a população carcerária é de 97.643, o que representa uma superlotação de 142%.

    Tema:
    Países combatendo COVID-19 no meio de abril de 2020 (105)

    Mais:

    Irã solta 85 mil prisioneiros em meio ao coronavírus, diz mídia
    STJ autoriza prisão domiciliar para quem deve pensão alimentícia durante pandemia
    Mais de 800 presos fugiram em SP depois da Justiça suspender saída por conta do coronavírus
    Tags:
    epidemia, pandemia, detentos, surto, COVID-19, novo coronavírus, penitenciária, prisão, cadeia, Peru
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar