13:02 03 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    15113
    Nos siga no

    O chanceler cubano, Bruno Rodríguez Parrilla, e o embaixador do país nos EUA, Carlos Fernández de Cossío, expressaram seu desagrado sobre a incriminação norte-americana de narcotráfico com Venezuela.

    Bruno Rodríguez Parrilla, ministro das Relações Exteriores cubano, rejeitou as acusações envolvendo Cuba em alegadas operações de tráfico de droga, emitidas por um funcionário do Departamento de Defesa dos EUA e publicadas na revista norte-americana Newsweek.

    "Rejeito a suposta alegação de um alto funcionário não nomeado do Pentágono, citada pela Newsweek, de que a comunidade de serviços secretos tem provas de tráfico de droga entre Cuba e a Venezuela. É uma calúnia total e infundada, com implicações perigosas".

    O artigo cita um alto funcionário anônimo do Pentágono como tendo afirmado haver provas de que o presidente venezuelano Nicolás Maduro estaria traficando droga entre a Venezuela e Cuba usando embarcações.

    Carlos Fernández de Cossío, diretor-geral para os EUA do Ministério das Relações Exteriores cubano, também se pronunciou sobre a questão.

    "Segundo a Newsweek, um 'alto funcionário' não identificado do Pentágono afirmou que houve transporte de drogas entre a Venezuela e Cuba. É uma declaração perigosa e irresponsável, totalmente infundada.

    O governo dos EUA sabe perfeitamente que o 'alto funcionário' está mentindo".

    Segundo a própria Newsweek, outros funcionários do governo dos EUA disseram que esta operação antidroga levada a cabo pela Casa Branca e centrada na Venezuela e Cuba apenas procura distrair das atenções da crise nos EUA gerada pelo novo coronavírus SARS-CoV-2.

    EUA no Caribe

    O presidente norte-americano Donald Trump anunciou em 1º de abril o envio de navios de guerra, aviões e tropas em uma operação antidroga na zona do Caribe, ao largo da costa da Venezuela, destinada a aumentar a vigilância e as apreensões de carregamentos de droga nesta região.

    O anúncio desta operação antidroga coincidiu com uma "proposta" lançada por Washington, conhecida como o Quadro Transitório Democrático para a Venezuela, que apela à demissão do presidente venezuelano Nicolás Maduro, à constituição de um governo de transição e à realização de eleições.

    Mais:

    'Criminoso bloqueio' dos EUA impediu entrega de kits de testes para COVID-19 a Cuba, diz presidente
    Cuba critica 'mentiras e insultos' dos EUA em meio a propagação do novo coronavírus
    Acusação dos EUA contra Maduro é 'alerta claro de agressão direta', diz especialista
    Tags:
    Nicolás Maduro, Departamento de Defesa dos EUA, Newsweek, Carlos Fernandez, Bruno Rodríguez Parrilla, Venezuela, EUA, Cuba
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar