00:29 14 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    625
    Nos siga no

    O ex-presidente equatoriano, Rafael Correa, foi condenado por corrupção pelo Tribunal da Corte Nacional de Justiça do Equador nesta terça-feira (7).

    Segundo publicou a agência AP, Correa foi condenado junto de 19 altos funcionários públicos e empresários que estariam envolvidos em uma rede de corrupção em obras públicas. Segundo o juiz Iván León, o Ministério Público do país demonstrou a existência da rede de corrupção.

    Correa, que foi presidente do Equador entre os anos de 2007 e 2017, vive hoje na Bélgica e alega que é vítima de perseguição política no Equador para evitar que participe das eleições de 2021.

    À Sputnik o advogado do ex-presidente, Fausto Jarrín, afirmou que apesar da decisão da Justiça, Correa pretende ir ao Equador no final do ano para iniciar sua campanha no país.

    "A opção de vir ao Equador no final do ano para a campanha política segue firme, é a decisão principal que ele tomou desde o início desses processos e não muda com a sentença de hoje", disse o advogado à Sputnik.

    Mais:

    Rafael Correa é bloqueado no Facebook e abre conta no VK, rede social russa
    Justiça do Equador determina prisão preventiva de Rafael Corrêa
    Tribunal Penal do Equador ratifica prisão preventiva contra ex-presidente Rafael Correa
    Tags:
    Bélgica, Equador, Rafael Correa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar