23:02 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    743
    Nos siga no

    O governo boliviano alertou na quarta-feira (25) que os violadores da quarentena total decretada para combater a pandemia do coronavírus podem ser condenados a até dez anos de prisão por atacar a saúde pública.

    O alerta do Ministério da Justiça foi feito enquanto o saldo oficial de pacientes contaminados pela COVID-19 está em 32. Com um alto nível de informalidade na economia, a população resiste e não tem seguido a instrução de evitar sair de casa.

    O comunicado marca o endurecimento das regras de quarentena. As regras do governo, divulgadas por decreto no final de semana, estabeleciam uma prisão de oito horas e multa.

    Agora, o Ministério da Justiça disse que sanções do Código Penal serão utilizadas. A quarentena iniciada no domingo (22) tem a duração inicial de 15 dias, até 4 de abril. 

    Registros nas redes sociais indicam que feiras ao ar livre não estão respeitando as restrições da quarentena. 

    Mais:

    'Passo atrás muito preocupante': governo de Áñez privatiza e empobrece Bolívia, diz ex-chanceler
    Coronavírus: Bolívia proíbe entrada de passageiros da China, Coreia do Sul, Itália e Espanha
    Bolívia mobiliza militares para impor quarentena contra coronavírus
    Novo coronavírus faz Bolívia suspender eleições por tempo indeterminado
    Tags:
    prisão, Bolívia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar