15:07 15 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    121
    Nos siga no

    Um homem de 65 anos, que esteve na França, morreu por complicações causadas pelo novo coronavírus na Argentina, a primeira vítima fatal registrada na América Latina.

    O paciente sofria de problemas de saúde e o COVID-19 - nome da doença causada pelo vírus, agravou a sua situação. 

    Segundo o jornal Clarín, ele regressou de Paris em 25 de fevereiro, mas não apresentava sintomas quando retornou. 

    Em 28 de fevereiro, o homem começou a se sentir mal e teve febre. Em 5 de março, foi internado em um hospital de Buenos Aires com quadro de pneumonia e insuficiência respiratória. 

    Após cinco dias em estado grave, o paciente morreu. As autoridades de saúde locais decidiram fazer o teste do coronavírus e deu positivo. 

    No Brasil, 19 casos confirmados

    Nesta sexta-feira (6), o governo informou que surgiram seis novos casos da enfermidade, fazendo o total no país subir para oito. Todos os pacientes viajaram para o exterior recentemente. 

    No Equador, até o momento, há 14 casos confirmados. No Brasil, o número subiu para 19 neste sábado (7). 

    O novo coronavírus se originou na província chinesa de Hubei em dezembro passado, depois se espalhou para mais de 90 países. De acordo com os dados mais recentes fornecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o COVID-19 infectou mais de 100.000 e matou mais de 3.500, principalmente na China.

    A OMS declarou estado de emergência global devido ao surto de coronavírus no final de janeiro.

    Mais:

    China registra 28 mortes por coronavírus e aumento de novos casos fora do epicentro
    Trump está contente que as pessoas fiquem nos EUA e gastem dinheiro no país devido ao coronavírus
    Sanções dos EUA drenam os recursos do Irã para combater o coronavírus, afirma Zarif
    Espanha registra 10 mortes por coronavírus
    Tags:
    epidemia, surto, doença, China, Brasil, OMS, Argentina, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar