18:29 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    719
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, admitiu que fica feliz por a propagação do coronavírus, que afeta os mercados mundiais, obrigar que os americanos viajem menos e gastem seu dinheiro no território dos Estados Unidos.

    "Eu gosto disso", porque "as pessoas agora ficam nos EUA" e "gastam o dinheiro" no seu país, observou o chefe de Estado durante uma entrevista dada ao canal de TV Fox News no passado dia 5 de março.

    Quanto à tendência negativa apresentada pela Bolsa de Valores de Nova York no fim de fevereiro e os altos e baixos registradas na Bolsa desde o início de março poderem afetar a reeleição de Trump, o presidente fez lembrar que o índice Dow Jones é ainda "o mais alto do que nunca".

    Trump tenta encontrar consolo em uma situação delicada devido ao impacto do coronavírus durante entrevista ao Fox News.

    Anteriormente, Donald Trump minimizou a ameaça do coronavírus acusando a Organização Mundial de Saúde (OMS) de fornecer dados inexatos sobre a epidemia em conversa telefônica que realizou com o mesmo canal.

    As respectivas declarações foram feitas depois de a OMS divulgar que a mortalidade do coronavírus à escala mundial era de 3,4%.

    Nesta quinta-feira (5), o estado norte-americano da Califórnia declarou o estado de emergência em função da doença. Empresas que operam no estado, como a Google e o Facebook, orientam seus funcionários a trabalhar de casa em um esforço para conter a propagação do vírus.

    Mais:

    Pompeo admite que EUA 'ficam para trás' no combate ao coronavírus e culpa China
    China registra 28 mortes por coronavírus e aumento de novos casos fora do epicentro
    Tags:
    epidemia, doença, Bolsa de Valores, Dow Jones, EUA, novo coronavírus, Donald Trump
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar