14:37 27 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    0 40
    Nos siga no

    O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA confirmou que está investigando um defeito de fabricação em alguns kits de teste inicial de coronavírus, informa Reuters.

    Para resolver os problemas de fabricação, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA, na sigla em inglês) está trabalhando junto com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, declarou o comissário da agência federal, Stephen Hahn.

    "A FDA tem confiança na concepção e fabricação atuais do teste que já foi e continua a ser distribuído. Estes testes passaram por extensos procedimentos de controle de qualidade", comentou Hahn.

    A FDA também disse que permitiria que alguns laboratórios utilizassem imediatamente os testes que desenvolveram e validaram para conseguir uma capacidade diagnóstica mais rápida para a doença COVID-29.

    Defeito de fabricação

    Especialistas do Departamento de Saúde americano também estão trabalhando para "entender melhor a natureza e fonte do defeito de fabricação do primeiro lote de kits de teste da COVID-19 que foram distribuídos aos departamentos de saúde estaduais e outros".

    No sábado (29), um morador da cidade de King County, estado de Washington, foi a primeira vítima do novo coronavírus nos Estados Unidos, informou o jornal The New York Times.

    Agente de saúde em uma zona isolada do Hospital Jinyintan em Wuhan, epicentro do surto do coronavírus na China
    © REUTERS / China Daily
    Agente de saúde em uma zona isolada do Hospital Jinyintan em Wuhan, epicentro do surto do coronavírus na China

    Até o momento, já foram confirmados mais de 89 mil casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus ao redor do mundo, registrando 3.048 mortes.

    Mais:

    Chefe de missão da OMS na China: mundo não está preparado para epidemia de COVID-19
    Forças dos EUA na Coreia adotam quarentena em meio a surto da COVID-19
    Morre a 1ª vítima do novo coronavírus nos EUA
    Tags:
    infectados, EUA, novo coronavírus
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar