09:45 08 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    2232
    Nos siga no

    O presidente venezuelano Nicolás Maduro anunciou que serão realizados exercícios militares inesperados no país para combater o que Caracas chama de terrorismo promovido da Colômbia e dos Estados Unidos.

    "Exercícios militares surpresa estão chegando [...] Vamos fazer exercícios militares repentinos para garantir objetivos estratégicos, de combate ao crime organizado, narcotráfico e terrorismo, porque queremos obter o terrorismo da Colômbia e dos EUA, eles estão tentando de se infiltrar em agentes terroristas na Venezuela para atacar objetivos vitais e militares", disse o chefe de Estado nas redes de rádio e televisão.

    O presidente da Venezuela pediu que os cidadãos fiquem alerta e denunciou grupos suspeitos, que poderiam ser enviados do país vizinho para atacar a nação do Caribe.

    "Eu conclamo todo o povo da Venezuela, todas as unidades populares de defesa integral, para que tenhamos milhares de ouvidos e mil olhos nas comunidades. Onde você ver um estranho alertem porque podem ser os terroristas enviados da Colômbia ou dos EUA", alertou.
    Militares venezuelanos em desfile militar (foto de arquivo)
    © AFP 2020 / Juan Barreto
    Militares venezuelanos em desfile militar (foto de arquivo)

    Os primeiros exercícios militares deste ano, chamados Escudo Bolivariano 2020, foram realizados nos dias 15 e 16 de fevereiro.

    Mais de dois milhões de militares e civis participaram dos exercícios militares e foram realizados nas cidades de Caracas, Maracay, Valência, Barquisimeto e Maracaibo.

    Nos exercícios militares anteriores, Maduro disse que não apenas se preparavam para enfrentar as agressões dos Estados Unidos ou da Colômbia, mas também para responder às máfias envolvidas no contrabando de combustível para os países vizinhos.

    Mais:

    Como vive na Venezuela quem não tem dólares?
    Após polêmica com Guaidó, chanceleres avaliam tensões entre Venezuela e Portugal
    Piratas saqueiam navio e matam capitão na Venezuela, relata jornal (FOTO)
    Tags:
    segurança, defesa, exercícios militares, Exército, crise na venezuela, terrorismo, Nicolás Maduro, Colômbia, Estados Unidos, Venezuela
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar