09:35 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Américas
    URL curta
    322
    Nos siga no

    Os democratas acusaram o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de não ter "nenhum plano" para conter a ameaça do novo coronavírus no país. 

    O líder da minoria no Senado, Chuck Schumer, disse ainda que o Partido Democrata está buscando destinar 3,1 bilhões de dólares para um fundo de emergência para combater a doença, batizada de COVID-19. 

    "Lançamos um plano de cinco pontos", afirmou Schumer em uma coletiva de imprensa. 

    O senador criticou a maneira como Trump está lidando com a questão."Não tem nenhum plano", acusou.  

    Na segunda-feira (24), a Casa Branca solicitou ao Congresso para que proporcione 2,5 bilhões de dólares para financiar o plano de resposta ao surto de coronavírus, valor que os democratas julgam ser insuficiente. 

    'Czar do coronavírus'

    A oposição também pediu a nomeação de um "czar do coronavírus" dentro do governo. 

    "A administração Trump deve designar uma pessoa de contato, um czar, para implementar um plano real para controlar o coronavírus. Um especialista em saúde global independente, não partidário e com experiência real", disse Schumer. 

    Desde o início do surto da doença, que começou na cidade de Wuhan, na China, no final de dezembro de 2019, pelo menos 57 cidadãos estadunidenses foram infectados pelo vírus. 

    Nesta terça-feira (25), o número de casos registrados no mundo aumentou para mais de 80 mil, com mais de 2.700 mortes. 

    Nos últimos dias, a doença começou a se espalhar com mais rapidez pela Europa. Na Itália, 10 pessoas morreram devido ao novo coronavírus.

    Mais:

    Vice-ministro da Saúde do Irã tem coronavírus e pode ter contagiado jornalistas
    Mais países europeus confirmam primeiros casos de coronavírus
    Vacina contra o coronavírus levará 2 anos para ser produzida, diz funcionário da OMS
    Tags:
    Senado, epidemia, surto, China, Donald Trump, saúde, doença, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar